#1 Vou para a faculdade e agora? - Conselhos

This time the post's only available in Portuguese, I'm sorry. You can always translate it with the Google Translate widget. ...


This time the post's only available in Portuguese, I'm sorry. You can always translate it with the Google Translate widget.

Olá pessoal!
Sei que alguns de vocês terminaram o secundário este ano e que estão à espera dos resultados dos exames nacionais para se poderem candidatar à faculdade. Provavelmente estão nervosos e para vos ajudar a tranquilizar, decidi fazer uma série de posts sobre este novo mundo que é o Ensino Superior.
Neste primeiro post vou dar-vos algumas dicas sobre aquilo que têm que fazer antes e quando entrarem para a faculdade.
Espero que vos sejam úteis!
Não escolhas um curso só porque sim. Pensa bem naquilo que queres. Naquilo onde te vês a trabalhar no futuro, procura falar com pessoas que estejam no par curso/faculdade que queres ingressar para entenderes melhor o que fazem. Pede para te mostrarem projetos realizados, trabalhos, apontamentos, etc. Qualquer coisa é bem vinda para te esclarecer!
O site da Direção Geral de Ensino Superior (DGES) tem ótimas informações, podes até simular a tua candidatura e oferece um assistente de escolha que te diz os cursos disponíveis, segundo os teus gostos e os teus exames. Tens que explorar!
Também é bom para te informar sobre as bolsas de estudo e acredita que elas te vão dar jeito!
Ah, não te esqueças: se fores para longe, começa a informar-te sobre alojamento o mais rapidamente possível, não feches contratos até saberes onde entraste, obviamente, mas vai-te informando!

Escolhe um curso e não tenhas medo do desemprego, ou dos números. Apesar da crise, deves saber que esta é um fenómeno cíclico e que mais tarde, ou mais cedo, irá terminar. No entanto, tenta não escolher cursos com semáforo vermelho (como os cursos relacionados com o Ensino), a não ser que tenhas vontade, pois como certamente deste em Memorial do Convento: a vontade é a força motriz de tudo e aí não há fenómenos económicos que te possam parar.

Eu sei que isto parece egoísta, mas é o teu futuro que está em jogo. É a TUA felicidade! Se fores tomar uma decisão deste calibre a pensar nos teus amigos, na tua família, ou noutra pessoa qualquer, podes arrepender-te e podes, indevidamente, culpá-los por isso. Deves ouvir as suas opiniões, mas a escolha final deve ser tua.

Achas que não vais entrar naquele curso que queres, porque não tens média? Coloca-o na mesma como a tua primeira opção. É claro que não acontecem milagres, mas por vezes as médias descem bastante e tu podes conseguir entrar. Imagina que as médias descem e tu não te candidataste por achares que não entravas? Pois! Por isso arrisca! Não tens nada a perder! E não é vergonha nenhuma não entrares na tua primeira opção. Pode ser frustrante, mas não é vergonhoso e não deixes que ninguém te faça sentir assim.
Ou, por outro lado, o curso que queres é mais completo longe de casa? Se tiveres oportunidades para ir, vai! Arrisca, pois como me disse a minha irmã: "- Ninguém vai travar essa batalha por ti, por isso vai e luta!"

Estás na faculdade e tal como eu não te sentes bem, ou 100% confortável no teu curso? Percebeste agora que talvez não seja isto que queres? Nunca é tarde para mudar! É claro que vai ser um esforço extra da tua parte recomeçar, com a probabilidade de teres de repetir exames, mas como já referi: a vontade comanda tudo. Fala com os teus pais e, mesmo que se oponham ao início, certamente apoiar-te-ão na tua escolha. Conheço casos de quem estava quase a terminar cursos, como medicina, por exemplo, e desistiu no penúltimo ano. Se o devia ter feito? Não me cabe a mim responder. Há tantas outras circunstâncias. Cada caso é um caso e ninguém tem direito de julgar-te por uma escolha deste tipo.

Nunca percas quem és por causa da faculdade. Mantém os pés bem assentes na terra. A vida na faculdade pode ser incrível e vai, certamente, fazer-te viver inúmeras experiências, algumas melhores e outras piores. Em qualquer momento, deves sempre ser tu mesmo/a, sem medo de expores o que sentes, nem de te expressares, seja a colegas, professores, atividades como a praxe, entre outros.

---

E são as dicas de hoje! Em breve mais um post. O que acham da ideia? Qualquer dúvida, mandem-me um email para goncalofglopes96@gmail.com.
Boa sorte com os exames e com as candidaturas!
Até à próxima! :)

You Might Also Like

15 comentários

  1. Adorei o post! Realmente são dicas essenciais para tranquilizar os estudantes que pretendem entrar no Ensino Superior :)

    Beijinhos**
    Design For Style Blog // Facebook Page

    ReplyDelete
  2. Este foi, sem dúvida alguma, dos melhores posts que podias publicar. Eu estou aqui, com dezassete (quase dezoito) e prestes a receber os resultados dos exames. Pretendo entrar na Belas Artes, no Porto; até tenho uma colega com quem posso partilhar o apartamento e assim, entre muitas outras coisas. Já há muitos anos que Porto era o meu objectivo, mas nunca pensei que no final fosse pensar em entrar em Design de Comunicação. Sabes, quanto a esse site, ele tem mesmo muita informação; no meu caso, apesar de eu ter jeito e gostar do curso que pretendo ingressar, eu sinto que não é aquilo que me vai realizar pessoalmente, entendes? Por exemplo, eu interessei-me por psiquiatria, mas agora é tarde demais. Tenho um enorme gosto por Direito e também por criminologia, e até considero a hipótese de colocar essas opções (na FDUP) na minha lista de seis opções, mesmo sabendo que entro na primeira. Só que eu não sei, falta-me falar com alguém que estude Direito ou Criminologia, para eu fazer uma espécie de entrevista, para saber se é mesmo aquilo que quero. Enfim... É complicado encontrar alguém assim visto que eu não conheço muitas pessoas que possam entrar em contacto com estudantes desses cursos. O que dizes é verdade, devemos escolher o que queremos e não olhar para os números! Para além de um post esclarecedor foi também bastante motivador, obrigada!

    fume,
    sleepydeer.

    ReplyDelete
  3. Muito interessante! Uma excelente forma de orientar os caloiros! :D

    ReplyDelete
  4. o post é mesmo útil e tens toda a razão e mais alguma no que disseste.

    lollipopnecklace.blogspot.pt

    ReplyDelete
  5. Quando fui para a Universidade esta dividido entre dois cursos. Acabei por escolher aquele que pensei ter mais saída. Sinceramente não adiantou nada, infelizmente o fim é o mesmo. Concordo bastante com o "pensa em ti". Se optarmos por um curso por influências familiares, é meio caminho andado para correr mal.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ReplyDelete
    Replies
    1. R: Tirei Ciências da Comunicação e da Cultura :)

      Delete
  6. Grande ideia, Gonçalo! Fazer um post destes foi mesmo Ideal! Lembro-me muito bem o que passei nesta fase, foi uma loucura completa! Agora estou na de escolher o mestrado, mas nada que se compare com a de escolher um curso, faculdade....
    beijinhos
    Mariana

    ReplyDelete
  7. gostei imenso do post, excelentes dicas! :D

    ReplyDelete
  8. Obrigado :D Fico meeeesmo contente por alguém ter percebido a utilidade daquelas pequenas dicas :D

    Boas dicas :D Já passei por tudo isso e pela fase do mestrado. Estou à espera dos resultados da candidatura que fiz para doutoramento e ando meeeega nervoso! Vamos lá ver :D

    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ReplyDelete
  9. Bem apesar de ainda só ir para o 10º ano, a psicóloga da minha escola aconselhou-nos também a ir ao site dges. Ainda não posso falar da faculdade, mas penso que no 9º ano não se deviam tomar decisões que podem mudar a nossa vida como por exemplo ir para ciências e depois mais tarde descobrir que afinal queria ter ido para artes ;)

    Novo outfit no blog, http://zenvogue.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  10. Muito bem, Gonçalo.
    Este é um post diferente mas muito bom como é teu apanágio.
    São conselhos dados de uma forma cuidada, de quem sabe o que está a dizer e sem ser paternalista.
    Um grande abraço.

    ReplyDelete
  11. Adorei! Eu não pensei em mim quando me candidatei e acabei por entrar no Porto, mas no curso que não queria. Claro que ao fim de um ano lá consegui mudar, mas não deixou de ser frustrante perder um ano assim... De qualquer forma, foi um ano que até me deu muita coisa boa. Não foi tão mau quanto isso :)
    xoxo, Ana

    The Insomniac Owl Blog
    Giveaway a decorrer

    ReplyDelete
  12. Estes posts são ótimos para os caloirinhos.
    Continua! :)

    http://atualidadesbyclaudia.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  13. Fiz o 12* em Ciencias e tecnologias(um curso que não tem a ver cmg porque só gostava de biologia e geologia), não me empenhei minimamente e não fiz mat a.
    Mudei para linguas no recorrente e fiz tudo o que me faltava (incluindo os 3 exames nacionais às específicas) mas não consegui fazer um exame a um modulo de geografia de 10* no ano passado e fi-lo em Janeiro deste ano. Este ano propus me a melhorias aos exames nacionais sem estudar e subi a 2 dos 4.
    Sempre sonhei com o direito.. Mas hoje estou desiludida com a justiça do nosso país.
    Concorri este ano para "Criatividade e Inovação Empresarial" no Iscap por sugestão de familia e porque tem a ver um pouco comigo e com "as saidas" que existem.

    Em setembro saiem os resultados. Estou num misto de ansiosa e com receio. Tenho 19 anos e já perdi 2 anos de estudo. Fiz 2 cursos no secundário, exames a 8 disciplinas diferentes (para socioeconómicas faltava me fazer exame a macs para saber o que se da em 3 dos 4 cursos cientifico humanísticos). Andei em diversos cursos na universidade junior e ate na academia de férias da católica.

    Enfim... Também tenho um blog mas até tenho vergonha de dizer que não sei se fiz uma boa escolha...

    ReplyDelete

Your opinion matters, so leave a comment here! Thanks for the visit! x :)

About You

Translate